Na Escócia, Carlos Moisés cobra colaboração europeia para recuperar passivo ambiental da exploração carbonífera

 Na Escócia, Carlos Moisés cobra colaboração europeia para recuperar passivo ambiental da exploração carbonífera

O governador Carlos Moisés participou nesta terça-feira, 09, da plenária “Governadores pelo Clima” na COP26, em Glasgow, na Escócia. Durante a sua apresentação, o chefe do Executivo catarinense destacou as ações que o Governo vem desenvolvendo para contribuir com a redução da emissão de gases do efeito estufa. Moisés também propôs que os estados europeus contribuam com soluções para reduzir o passivo ambiental das atividades carboníferas no Sul do Estado, ao lembrar que foram empresas britânicas que iniciaram a exploração do material há mais de 100 anos.

::: Governador Carlos Moisés inicia participação na Conferência do Clima da ONU, na Escócia

“É muito importante dividir com os países desenvolvidos a responsabilidade de se recuperar áreas degradadas em todo o mundo, especialmente em Santa Catarina. Nós podemos dizer que são mais de 100 anos de exploração, iniciada por companhias britânicas. Elas construíram inclusive a ferrovia (Tereza Cristina) para iniciar esse processo. Depois os governos locais foram tocando essas atividades. O compromisso de reduzir a emissão de gases também envolve a recuperação de áreas degradadas, sob pena de deixar para os governos locais a única responsabilidade de um passivo ambiental que foi gerado por países que tiveram a sua economia baseada nessa matriz energética”, destacou Moisés.

Em sua apresentação, o governador catarinense salientou que a participação dos entes subnacionais na COP26 é importante para mostrar que eles possuem condições de promover ações que ajudem a atingir os objetivos traçados pelos países. “Viemos aqui para reafirmar o que nos comprometemos no começo deste ano, que é ajudar a reduzir a emissão de gases do efeito estufa e descarbonizar de maneira sustentável a nossa economia”, complementou o governador.

Outras notícias