Agrediu mulher e filha de 8 meses. Criança está entre a vida e a morte

Agrediu mulher e filha de 8 meses. Criança está entre a vida e a morte

São Bento do Sul – Um homem que agrediu filha de oito meses, causando lesões graves, foi preso pela Polícia Militar.

Policiais Militares prenderam um homem por agressão contra a esposa e pelas lesões graves causadas na filha de oito meses. O fato aconteceu por volta das 7h30 da manhã de domingo (16) no bairro Serra Alta. Após o ocorrido a vítima, mãe da criança, acionou a Polícia Militar solicitando ajuda.

A guarnição localizou a vítima chorando no meio da rua com lesões na face. A mulher informou aos Policiais que seu marido havia consumido bebida alcoólica e consumido cocaína, estando muito alterado dentro da residência.

Ele teria pegado a filha de oito meses e estaria se recusando a entregar a criança. Os Policiais Militares agiram e conversaram com o homem que entregou a criança que estava com a face toda lesionada e com sangramento, precisando de atendimento no local pelo Corpo de Bombeiros.

Posteriormente a criança precisou se conduzida juntamente com a mãe para atendimento médico no Hospital e Maternidade Sagrada Família.

Durante o atendimento médico a criança se engasgou, sendo necessária intervenção dos Polícias que realizaram a manobra chamada de heimlich. A ação policial foi crucial para resguardar a mãe e principalmente a vida da criança que se encontra em estado grave e situação crítica.

Informações na noite de ontem davam conta que a criança precisou ser transferida para UTI do Hospital Infantil de Joinville.

Em posse de informações que o autor postava frequentemente fotos exibindo um revolver calibre 38 nas redes sociais, policiais retornaram até a residência e localização a arma.

Durante o deslocamento para a Delegacia o Autor chutou por várias vezes a viatura e ameaçou os Policiais Militares que atenderam a ocorrência. O homem, desequilibrado, também ameaçou a mulher. Ele foi entregue na Delegacia de Polícia Civil e irá responder pelo crime de tentativa de homicídio.

Nome e imagem do agressor não foi divulgado por conta da Legislação visando a proteção especialmente da criança.

Informações: Polícia Militar