Crime Ambiental flagrado pela Polícia Em Campo Alegre

Crime Ambiental flagrado pela Polícia Em Campo Alegre

Campo Alegre – Na tarde de terça-feira (13), por volta das 15 horas, a Polícia Militar acompanhou um fiscal da Prefeitura para averiguar uma queimada em um imóvel rural situado na Rodovia Municipal SC-110, bairro Lageado, em Campo Alegre. O proprietário do imóvel, um homem de 59 anos, foi preso por crime ambiental.
No local, a Polícia Militar constatou o corte de aproximadamente 12 araucárias de pequeno porte, algumas com 25 a 30 centímetros de diâmetro, e outras espécies nativas (guamirim, carne de vaca, canela e outras). Algumas pilhas de madeira, e outras amontoadas estavam sendo queimadas para destruir seus vestígios.
Os militares também constataram a existência um riacho e de um córrego (ambos com água em abundância), sendo que a área degradada vai até a margem de ambos. A queimada também destruiu uma grande quantidade de xaxins que existiam em abundância no local.

Entenda um pouco mais o caso.
O Fiscal da Prefeitura inicialmente foi até o local fiscalizar a realização de uma queimada que estava causando muita fumaça. Ao constatar irregularidade e após lavrar a notificação de queima e supressão de mata nativa, o responsável pelo local se recusou a assinar o documento. Sendo assim, entendeu por oportuno acionar a Polícia Militar. Já o proprietário do imóvel afirmou que estava limpando o terreno e que só teria cortado árvores que já estariam caídas.
Diante dos fatos foi dada voz de prisão ao autor que se encontram à
disposição da Justiça para que preste esclarecimento.

Informações e fotos: Divulgação/Polícia Militar