Política: Cassações…Politicagem…Brasília

Política: Cassações…Politicagem…Brasília

Aconteceu o que se imaginava

Os vereadores votaram contrário ao recebimento de denúncias contra Jaime Pedro Ferreira de Lima (PSDB) e Fernando Mallon (MDB). Com isso, não haverá nenhuma ação no Legislativo para a tal cassação de mandato dos mesmos.

Chamou atenção

Alguns fatos chamaram atenção de quem assistiu a Sessão Ordinária. Primeiro foi a posição do vereador Daguimar Nogueira, único a votar a favor de abrir processo de cassação contra Jaime Lima. Seu argumento não convenceu os demais vereadores. Foi voto vencido.

Edi salomon

Edimar Salomon (PP) disse que no caso de Jaime é preciso tomar cuidado pois ele está apenas sendo investigado pela Justiça, não foi condenado ainda. Interessante que o argumento deveria ser questionado também nos casos de Márcio Dreveck (PP) e César Godoy (PSB), que também estão sendo investigados.

Não passa de politicagem

Esse foi o entendimento de Paulo Zwiefka (PSB/FOTO) sobre essas ações de cassação. A briga de “gato e rato” levou o Edil a concluir que tudo não passa de politicagem, o que atrapalha o andamento das ações no legislativo.

Também em Brasília

Na manhã desta terça-feira (11) o prefeito de Rio Negrinho, Júlio César Ronconi, embarcou para Brasília. Na Capital Federal terá a mesma incumbência do prefeito Magno Bollmann (PP), de São Bento do Sul, que é percorrer os gabinetes em busca de emendas parlamentares. Os deputados podem apresentá-las nesta semana.

Em Florianópolis

Ronconi está em Brasília e também está na expectativa de emendas dos deputados estaduais. Por esta razão na manhã desta terça-feira o prefeito de Rio Negrinho incumbiu o chefe de gabinete, Alessandro Machado, a protocolar alguns projetos na Assembleia Legislativa, em Florianópolis.

Imagem está melhorando

Em se tratando de Rio Negrinho, apesar das dificuldades do prefeito Júlio, a compreensão da comunidade ao seu trabalho e de sua equipe vem melhorando cada vez mais. Ronconi não se esquiva de responder as indagações dos contribuintes. Mas a principal campanha a seu favor é feita por gente que sai pela cidade falando mal do seu governo querendo se beneficiar. Efeito contrário acontece.

Vai ter que pedalar

Não significa que, em decidindo disputar a reeleição, o atual prefeito terá vida fácil em uma eventual campanha eleitoral. Mas, por enquanto, nenhum nome opositor parece estar decolando de forma ameaçar a reeleição.