Política: Imprensa…Sindicato…quem manda?

Política: Imprensa…Sindicato…quem manda?

Um bom começo

Uma equipe de comunicação é essencial para qualquer governo alcançar sucesso em levar informações precisas ao cidadão. Por isso, a qualidade dos trabalhos na informação carece ter exatidão e agilidade. A equipe escolhida (FOTO) pelo prefeito Antônio Tomazini (PSDB) começou bem. Além da experiência, juventude e agilidade, a cordialidade pode estar fazendo a diferença nesse primeiro momento. Sejam bem vindos Marcos Lemos, Cintia Souza, Jonei Marcos Schritky e Viviane Vargas Miranda.

Falando nisso

O prefeito Antônio Tomazini segue despachando de seu escritório em casa. Ainda em tratamento de saúde o prefeito tem acompanhado de perto toda movimentação da prefeitura e já teve que “chutar o pé da mesa” em alguns casos.

Alimentando egos

Tem gente que foi convidada fazer parte da equipe, chegou com conhecimento para atuar em área específica e esqueceu de deixar o Ego de fora. É importante para alguns, por melhor formação que possam ter, saber que há hierarquia e que ela começa pelo prefeito e pelo vice. Mas, independente da hierarquia, um governo só tem sucesso se o respeito mutuo e o entendimento de “atuar coletivamente” acontecer.

Boa medida

A equipe da Administração Municipal recebeu os representantes do Sindicato dos Servidores Públicos de São Bento do Sul e Campo Alegre para falar das possibilidades de uma reposição salarial ainda neste ano. O assunto deve ser discutido nas próximas semanas. Servidores ficaram animados com a possibilidade.

Em Campo Alegre

Claro que os servidores campo-alegrenses também entraram em módulo de espera por uma visita dos sindicalistas. Buscam uma reposição para 2021. A data base no Paraíso da Serra ocorre em fevereiro.

Prefeito precisa estar atento

Um servidor público (médico indiciado criminalmente) tem circulado pelos corredores da secretaria de saúde de São Bento do Sul. Dizem pela “rádio peão” dando ordens como se fosse o secretário. Parece estar existindo uma articulação na coleta de materiais que comprovem tal prática e isso pode resultar em incômodo para o governo.

Mais ainda

Tal conduta é tipificada como crime de usurpação de exercício de função pública (Código Penal, art. 328). A mesma sintoniza na “rádio peão” informa ainda que uma médica, que atua em módulo particular na cidade, também tem incorrido na mesma conduta. É bom a secretária e o prefeito e vice ficarem atentos a essas situações.

Rua José Grossl

A “tragédia” que ficou o asfalto na rua José Grossl, confeccionado no mês de dezembro, não vai virar novela. Pelo menos passa essa impressão. Após um insulto gratuito pelas redes sociais, uma das empresas entendeu ser necessária contratação de uma junta técnica para fazer um levantamento e apontar as causas das rachaduras que comprometeram toda a obra.

Conserto deve ocorrer

Após esse levantamento e laudo técnico, prefeitura e empresas devem sentar para decidir os próximos passos e fazer com que a qualidade seja estendida em toda extensão da via.