Política: Tomazini…PSD…Kravec

Política: Tomazini…PSD…Kravec

Não aceitaram

Sobre o prefeito eleito Dr. Tomazini ter convidado dois médicos para assumir a Secretaria de Saúde, após a negativa de Geraldo Weihermann (PSDB), parece que nem um e nem outro quer descascar o “abacaxi”. Um deles, segundo informações extra oficiais, seria Jean Carlos Zanon.

Tudo encaminhado

Informações dão conta que Tomazini já tem praticamente definidos os nomes para as secretarias de finanças e administração, duas pastas essências para a administração pública. No começo da próxima semana os nomes devem ser anunciados.

Visitas pontuais

Nesta semana o prefeito eleito ainda percorreu a cidade visitando alguns líderes de setores importantes, como Judiciário, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Delegacia Regional. Como falou o tempo todo em um governo participativo, o prefeito eleito já busca diálogo antes mesmo de assumir o cargo.

Fundação Cultural

Conforme o prefeito eleito, o setor de cultura terá seus representantes principais reunidos em uma reunião na próxima semana. A intenção é que o presidente seja da área e tenha anuência dos que atuam na cidade.

PSD em pé de guerra

Bastou iniciar as negociações na Câmara Municipal para que as divergências se tornassem públicas. Uma divisão dentro da sigla está notória, tendo de um lado o presidente, Vilmar Kravec, de outro o empresário e ex-candidato a prefeito, Ismar Becker (FOTO) e no centro os vereadores.

Kravec

O presidente tem dito que existem pessoas falando pelo partido, quando as mesmas não têm autorização para fazê-lo. Segundo ele, algumas informações que circularam em nome da sigla não têm aval da Executiva, que ainda é provisória.

Becker

O ex-candidato não tem poupado críticas até mesmo contra o presidente do partido. Ismar Becker entende que essa política do empreguismo, onde se compromete o apoio em troca de cargos na prefeitura, faz parte da velha e rasteira política.

Os vereadores

Tanto Carla Hoffmann quanto Luis Pesenti já declararam que estão vereadores para votar tudo que seja importante para o povo. A favor do que for positivo e contrário ao que entenderem que não favorece a maioria. Mas ambos devem seguir o que o partido decidir como sendo mais prudente.

Convite existe

Corre também nos bastidores que o vereador eleito Luis Pesenti já teria sido convidado para assumir a pasta da agricultura, onde ele conhece em detalhes, e que um cargo na administração também teria sido oferecido para o presidente do partido.

O primeiro suplente

Caso seja mesmo efetivada a “parceria” do PSD com o governo, Pesenti assumiria a agricultura e o primeiro suplente do PSD, Toninho da Fiação, assumiria a Câmara Municipal.