Política: Tomazini…vices…Drancka…

Política: Tomazini…vices…Drancka…

Tomazini pra campanha

Com uma liminar a seu favor o médico Antônio Tomazini agora vai disputar as eleições municipais. Ele é pré-candidato a prefeito. Mas essa situação, de liberação, é provisória. Claro que vai ter gente recorrendo da decisão.

Apresentar propostas

O que precisa é que todos os candidatos deixem de lado um pouco a “política do fígado” e se preocupem em apresentar propostas aos eleitores. Por enquanto apenas críticas e ataques nas redes sociais, que não mudam a vida da cidade pra melhor.

As noivas são os vices

O eleitor está ansioso pra saber quais os nomes que os principais partidos vão escolher para compor as chapas majoritárias na condição de candidatos (as) a vices prefeitos (as). Pode ser o “fiel da balança” para a maioria.

Professora está certa

Está praticamente certo que o Progressistas vai contar com uma mulher de vice. A professora Rosemari Cândido é a mais cotada dentro da sigla para a disputa. Já o MDB, de for de chapa pura, deve mesmo contar com o ex-prefeito Fernando Mallon de vice. Isso se a sigla for de chapa pura.

No ninho tucano

O coordenador da Convenção e da campanha do PSDB, Geraldo Weihermann, disse nesta quarta-feira (9) que o partido tem quatro nomes bons para indicar. Os médicos Paulo Sérgio dos Santos (PL), Francisco Masques Neto e Tirso Humelgenn (PSDB) e o vereador Jairson Sabino (PSDB). “O vice sai desse quarteto”, disse Geraldo

Porém…

…dentro da classe médica é sabido que Paulo Sérgio e Antônio Tomazini não têm aproximação. Não são dos chamados “melhores amigos”. Também dentro do PL parece que Santos não é unanimidade para a escolha de vice. Chico Marques e Tirso já disseram anteriormente não quererem a candidatura. Mas…em política tudo é possível.

Com o MDB?

Bochichos nos bastidores dão conta que uma negociação de Edimar Salomon para compor chapa com o MDB estaria acontecendo. Ele poderia ser o vice na chapa liderada pela professora Adriane Rujanowsky (FOTO).

Nem que não queira

Quem deve disputar as eleições com chapa pura é o PT, com Tadeu Nascimento na ponta. O diretório municipal voltou a contar com a solicitação do presidente estadual da sigla, Décio Lima, para que tenha um candidato a prefeito a fim de marcar o renascimento do partido na cidade.

Pegando muito mal

Gilberto Drancka, acusado de ser um dos mandantes do assassinato de Loir Dreveck, prefeito eleito em 2016 e assassinado antes de assumir o governo, se diz pré-candidato a prefeito. Para alguns eleitores “é uma piada”. Mas não é, e ele está arrebanhando apoiadores pela cidade.  

Frase do editor: “Se o eleitor soubesse de todas as negociações, chantagens e falcatruas que ocorrem nos bastidores políticos, jamais sairia de casa para depositar o voto nas urnas”. (Em tempo: O voto é um importante exercício democrático e necessário para organização política do Brasil).